Não foi dessa vez

Os ventos da mudança sopram com força no planalto central e o atual secretário da educação do Paraná, Rodrigo Feder, já não é o mais cotado para o Ministério da Educação.

É uma pena que política se sobreponha à técnica e que interesses ideológicos têm mais força do que a competência no Brasil.

A nome da vez é o reitor da Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc), Aristides Cimadon.

Ao que parece, Rodrigo Feder continua Secretário da Educação.

Do outro lado

O novo Ministro da Educação e futuro ex-secretário da redução do governo do Paraná, Rodrigo Feder, já chegou a defender no passado a privatização integral do ensino e a extinção das universo públicas.

Ao assumir a Secretária da Educação no Paraná, no entanto, mudou de ideia e disse acreditar firmemente que o ensino público tem condições de entregar ensino de excelência.

Não há nada na vida que ensine mais às pessoas do que estar do ouro lado.